Doutor E-commerce

4 dicas para deixar o e-commerce mais sustentável

e-commerce mais sustentável

Quando se fala em sustentabilidade, logo vem à cabeça a necessidade de preservar o meio ambiente.

 

Mas esse conceito vai muito além e pode ser aplicado em diversos setores da economia.

 

O e-commerce é um bom exemplo disso.

 

É possível deixá-lo mais sustentável e, consequentemente, menos impactante no planeta.

Veja 4 dicas para isso!

 

O que é e-commerce mais sustentável?

O e-commerce é considerado sustentável quando há um equilíbrio entre o crescimento do negócio, a preservação do meio ambiente e o impacto positivo na sociedade.

 

Ou seja, trata-se de um modelo de negócio que considera os 3 pilares da sustentabilidade: meio ambiente, sociedade e economia.

 

Tudo isso garante que o e-commerce seja uma atividade com baixo impacto ambiental, que promove o bem-estar social e a geração de renda.

 

Por que deixar o e-commerce mais sustentável?

O comércio eletrônico é uma atividade que cresce a cada dia e, com isso, o número de empresas que investem no ramo também aumenta.

 

No Brasil, o faturamento do setor já ultrapassou a marca dos R$ 182,7 bilhões em 2021, segundo a Ebit Nielsen.

 

Diante deste cenário, fica cada vez mais evidente a importância de se pensar em um modelo de negócio mais sustentável.

 

Para que traga benefícios não somente para o meio ambiente, mas também para a sociedade e para a economia.

 

Já que o impacto do e-commerce é grande, principalmente na parte logística.

 

Além disso, as pessoas estão mais conscientes sobre a importância de preservar o meio ambiente.

E, cada vez mais, buscam por produtos, serviços e marcas que estão dispostas a contribuir com isso, impactando diretamente na decisão de compra dos consumidores.

 

Portanto, além de ser uma atitude responsável, investir em um e-commerce mais sustentável também é uma ótima estratégia de marketing.

E essa ação pode ajudar a conquistar novos clientes e fidelizar os que já existem.

 

E-commerce mais sustentável e ESG

ESG é uma sigla para o Ambiente, Social e Governança.

 

Estes são os três pilares que devem ser tidos em conta para que uma empresa possa ser considerada sustentável.

 

Em outras palavras:

 

  • O pilar ambiental refere-se aos esforços da empresa para reduzir a sua pegada de carbono e preservar os recursos naturais;
  • O pilar social inclui políticas e iniciativas relacionadas com os direitos humanos, diversidade, inclusão e bem-estar dos empregados;
  • O pilar da governança engloba questões como a anti-corrupção, diversidade da administração e práticas éticas.

4 dicas para deixar o e-commerce mais sustentável

e-commerce mais sustentável

 

Agora que você já sabe o que é um e-commerce mais sustentável e por que investir nesse modelo de negócio, confira a seguir 4 dicas para colocar em prática:

 

#1 Promova processos mais conscientes

O primeiro passo para deixar o e-commerce mais sustentável é promover processos mais conscientes em toda a sua cadeia de negócios.

 

Isso inclui desde a escolha dos fornecedores até o descarte dos produtos.

 

Isso significa, por exemplo, escolher fornecedores que utilizam matérias-primas renováveis ou recicladas.

 

Ou ainda que tenham um bom histórico de relacionamento com os seus funcionários ou que apresentem boas práticas de governança corporativa.

 

Além disso, é importante também pensar na sustentabilidade na hora de escolher os processos de produção e logística.

 

Opte por aqueles que utilizem menos energia, água ou outros recursos naturais, que sejam menos poluentes ou que gerem menos resíduos.

 

Por fim, também é importante pensar no descarte dos produtos.

 

Procure oferecer aos seus clientes soluções para que eles possam reutilizar ou reciclar os produtos, como, por exemplo, uma caixa de devolução ou um vale para a troca de produtos.

 

Outro exemplo de ação é a redução de impressão de papel.

 

Atualmente é possível identificar e validar documentos com assinaturas eletrônicas, tornando o processo mais ecologicamente correto e ainda assim ter valor legal.

 

#2 Revise as embalagens

As embalagens são um dos principais problemas ambientais do comércio eletrônico, já que elas são utilizadas para a proteção dos produtos durante o transporte.

 

Por isso, é importante rever as embalagens utilizadas pelo seu e-commerce.

 

E, se possível, optar por embalagens mais sustentáveis, que podem ser feitas de materiais reciclados ou que sejam biodegradáveis.

 

Outra alternativa é a utilização de embalagens reutilizáveis.

 

Algumas empresas já oferecem essa opção para os seus clientes e é uma forma de reduzir o impacto ambiental do e-commerce.

 

Além de também fidelizar os clientes que se preocupam com o meio ambiente.

 

#3 Logistica e Frete Neutro

A logística é outra área em que o e-commerce pode ter um impacto ambiental significativo, já que os produtos precisam ser transportados para serem entregues aos clientes.

 

Por isso, é importante pensar em soluções para que a logística do seu e-commerce seja mais sustentável.

 

Uma das alternativas é o frete neutro, onde a empresa compensa as emissões de carbono geradas pelos transportes, tornando-se neutra em relação ao impacto ambiental.

 

Outra alternativa é a utilização de transportes menos poluentes, como bicicletas ou carros elétricos.

Também é possível optar por soluções de logística compartilhada.

Em que várias empresas utilizam o mesmo veículo para o transporte de seus produtos.

 

Reduzindo assim a quantidade de veículos nas ruas e consequentemente as emissões de poluentes.

 

Entender a logística de entrega é uma forma de otimizar a rota das entregas.

 

Assim, uma boa roteirização faz toda diferença na qualidade do serviço prestado ao cliente, impactando na sua experiência e também reduzindo os custos logísticos do negócio.

 

#4 Reduza a necessidade de trocas de produtos

Por fim, outra dica para deixar o seu e-commerce mais sustentável é reduzir a necessidade de trocas de produtos, o que gera um impacto ambiental significativo.

 

Para isso, é importante oferecer aos clientes todas as informações necessárias sobre o produto, como as medidas, o peso, as cores disponíveis, entre outras.

 

Além disso, também é importante oferecer uma foto real do produto e um bom descritivo.

 

Também é importante pensar na qualidade dos produtos oferecidos pelo seu e-commerce.

 

Oferecendo produtos de qualidade, você diminui a necessidade de trocas e devoluções, além de fidelizar os seus clientes.

 

Seguindo essas dicas, você pode ter um e-commerce mais sustentável, contribuindo para a proteção do meio ambiente e ainda fidelizando os seus clientes.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos Posts