Doutor E-commerce

Início » O passo-a-passo de uma “super” descrição

O passo-a-passo de uma “super” descrição

descrição2Imagine entrar em uma loja física e pedir, por exemplo, um sapato ao vendedor. Caso ele demore muito para encontrá-lo, ou se perca entre as prateleiras e o estoque, você, certamente, começará a perder o interesse em comprar naquela loja. Porém, o mesmo acontece nas lojas virtuais: se o cliente pesquisar e não achar o que procura, provavelmente irá procurar em outro site. Uma dica para evitar que isso aconteça em sua loja é descrever seu produto com clareza e objetividade, de maneira que facilite sua localização.

Um e-commerce precisa de organização para atrair seus clientes, principalmente por causa de um aspecto que em muito o diferencia da loja física: os clientes não podem manipular os produtos, observar os detalhes ou tirar dúvidas com o vendedor. Portanto, a compra depende exclusivamente das fotos e descrições para que cada um possa decidir se o produto tem aquilo que se procura.

A falha em uma descrição pode custar diversas reclamações, bem como a devolução do produto, por isso, ela deve ser realizada com cautela, clareza e honestidade. Afinal, de nada adianta querer vender um produto atribuindo-lhe características que ele não tem, já que isto pode ter impactos mais sérios no futuro. Consciente de tudo isso, observe (e aproveite!) as dicas abaixo. Tomara que elas potencializem suas vendas!

1. Pense como cliente na hora de categorizar os produtos

Antes de iniciar como empreendedor em um e-commerce, você certamente visitou algumas lojas virtuais e talvez tenha até realizado algumas compras. Portanto, conserve este “pensamento de cliente” no momento de descrever algum produto para entender exatamente o que um usuário procura e quais são as dificuldades que ele pode enfrentar. Quando for categorizar os produtos, utilize uma lógica fácil e simples de encontrar, para que o cliente não tenha trabalho procurando por algo que simplesmente não se encontra onde deveria estar. Neste caso, trabalho é a última coisa que um usuário deve fazer em sua loja (principalmente quando se almeja a compra).

2. Pesquise: o que o mercado está oferecendo?

Visite grandes lojas de varejo – e as perguntas frequentes em seus sites, as fanpages das empresas e seus perfis nas redes sociais. Entrar em lojas de nicho, que vendem produtos específicos e direcionados, também pode ser uma boa estratégia para observar as tendências de um determinado mercado, o que não ajudará apenas na descrição de seus produtos, como em muitos outros fatores de uma loja virtual. A internet é a melhor ferramenta de pesquisa quando se quer descobrir o que seus clientes querem e o que o mercado e, principalmente, seus concorrentes, estão oferecendo.

3. Forneça medidas e detalhes

O primeiro cuidado que se deve ter ao descrever um produto, seja ele uma roupa, um móvel, um equipamento eletrônico ou qualquer outro, é fornecer medidas e detalhes específicos. Em relação à largura, diâmetro e altura, tenha atenção para transmitir os valores em centímetros. Qualquer outra característica que possa ser percebida a olho também deve ser descrita com precisão (como peso, textura, durabilidade, cor, resistência etc), para que o consumidor saiba exatamente o que está comprando e se todas as informações do produto analisado são compatíveis com o que ele deseja. Caso o produto necessite de informações técnicas, outras informações terão que ser disponibilizadas, porém é preciso ter cuidado para não deixar o texto denso e incompreensível. Se for o caso, disponibilize um link com mais dados a respeito de determinado artigo, como o site de seu fabricante.

4. Seja original e criativo

Fuja das descrições monótonas e dos clichês para diferenciar seu e-commerce dos demais! Um usuário certamente ficará mais interessado em realizar uma compra quando o produto que deseja estiver acompanhado de uma apresentação simpática e bem humorada, mas que não despreze o conteúdo. Demonstre a personalidade de sua empresa e dê razões para que o consumidor escolha a sua loja para comprar.

5. Explique as peculiaridades de cada produto

É necessário levar em consideração todas as peculiaridades de seu produto. Uns demandam mais informações, outros são pouco diferenciados e alguns necessitam de dados específicos, como é o caso dos eletrodomésticos e eletroeletrônicos, que contêm uma série de especificidades técnicas e, por este motivo, precisam de atenção especial. Torna-se imprescindível fornecer a voltagem, o tipo de tomada, a compatibilidade e as demais informações que podem causar danos ao produto se não forem apresentadas com clareza no momento da venda. Através da precaução, você evita que o consumidor utilize o aparelho de forma errada e ainda o culpe por isso (além de afastar outros clientes).

6. Avise caso o produto seja uma réplica de outro

Alguns produtos de marcas famosas, relativamente caros e bastante procurados, acabam servindo de inspiração para a produção de outros, que constituem em uma inspiração de preço mais acessível. Não há nada de errado em produzir réplicas, pois elas não são um tipo de falsificação. Porém, é preciso ter o cuidado de informar na descrição que não se trata do produto original, evitando eventuais decepções que poderão fazer com que o cliente desconfie da postura ética de sua loja.

7. Depois dos detalhes, vá além

Já informei todas as informações e detalhes principais. Minha descrição está pronta? Depende. Caso o seu objetivo seja surpreender e conquistar mais clientes, capriche um pouco mais. Vá além na descrição, seja descontraído e bem explicativo, fornecendo dados diferenciados, despertando mais interesse. Dê dicas de como usar o produto, adicione vídeos ou músicas junto à descrição... O que importa é usar a criatividade, mostrando que sua loja se importa em se diferenciar das demais, além de se preocupar com a boa apresentação do produto e colaborar com uma nova experiência de compra.

8. Não polua sua página com informações excessivas

Não deixe que o excesso de informação polua a sua página. Seja criativo, mostre os detalhes, mas tenha a consciência de que o cliente possa perder o interesse em ler se os elementos da descrição acabarem roubando a atenção do produto. Apresente os dados de forma criativa e não se esqueça de criar um padrão para que as informações não pareçam amadoras (como, por exemplo, na hora de salvar e renomear uma imagem).

O mais importante, na realidade, é fornecer informações claras e precisas, dando aos seus clientes mais segurança para continuar comprando em sua loja. Comece já a melhorar suas descrições e se diferencie dos demais!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *