Doutor E-commerce

Início » Como precificar seu produto de forma inteligente

Como precificar seu produto de forma inteligente

Entenda como precificar seu produto de forma inteligente.

 

Adquira o curso de precificação para seu e-commerce.

 

Saber colocar o preço de venda do seu produto ou serviço é o X da questão para muitas lojas.

Ao não entender como fazer a conta do quanto deve custar o produto, não importa o quanto você esteja vendendo, o negócio vai ruir se não estiver lucrando.

 

Da mesma forma que se o preço estiver muito acima da média, ninguém irá querer comprar e o negócio continua sem giro.

A conta do valor de venda do produto vai muito além de “o dobro do preço de custo”. 

 

Pois há inúmeros fatores que interferem no preço final. 

Entendendo todos os custos que envolvem a venda do seu produto, além de permitir que este seja vendido a um preço de forma que seu negócio vá ter lucro, também permite que o empreendedor entenda onde é possível aplicar descontos para maior movimentação.

 

Acompanhe o artigo para entender qual os fatores que devem ser considerados para precificar um produto de forma inteligente.

 

O que envolve o valor final do produto

Alguns dos itens indispensáveis que devem fazer parte da conta final do seu produto:

  •         Custo do produto
  •         Custo de envio
  •         Custo de infraestrutura
  •         Custo de marketing
  •         Custo de embalagens
  •         Equipe
  •         Lucro

 

Contabilizando estes itens básicos, é possível pensar em promoções pontuais, tais como frete grátis ou maior / menor investimento em marketing.

O mesmo vale para o custo de envio. 

 

Por isso é mais interessante para qualquer e-commerce que sejam levados uma maior quantidade de produtos por compra, pois assim o custo de envio é minimizado e dividido entre diversos produtos.

Afinal, o trabalho e as embalagens são os mesmos para enviar 1 ou 10 produtos.

 

A infraestrutura é onde o empreendedor divide custos fixos como aluguel e contas, por exemplo. Claro que é necessário que sejam feitos cálculos de porcentagem desse custo que é repassado em cada produto, se não seus valores serão surreais.

 

Fazer esta divisão e inserção correta na hora de precificar seu produto garante melhor controle das despesas de envio e venda, e abre espaço para o lojista criar ofertas para melhorar o giro de venda.

 

4 pilares para uma precificação correta

1.   Análise de mercado

É importante realizar uma análise de mercado para entender a dinâmica de preço das empresas concorrentes e identificar possíveis oportunidades para se diferenciar.

Por quanto seu concorrente vende o mesmo produto ou semelhantes?

 

Lembrando que esta parte se trata de uma pesquisa. E não é porque o concorrente vende a determinado valor que este é o ideal para a sua loja.

Afinal, não sabemos se o concorrente está realmente lucrando com aquele produto. Por isso esta parte é uma pesquisa geral de média de preços.

 

Aqui a sua loja pode também pensar em diferenciais para destaque dentro do mercado.

Uma entrega mais rápida apesar de mais custosa ou um atendimento diferenciado podem ser uma boa pedida.

 

2.   Análise de custos

É essencial avaliar os custos de produtos e/ou distribuição de um produto para determinar o preço que deve ser cobrado.

 

Quanto custa a embalagem de envio do produto? Este valor pode ser diminuído?

E em questão de envio, os correios são a melhor opção ou contratos com transportadoras podem fazer mais sentido?

 

3.   Análise de percepção de valor

É importante levar em consideração a percepção que seus clientes têm a respeito do preço dos seus produtos, para não colocar preços muito baixos ou altos demais.

Por que os produtos da Apple custam tanto quanto? Porque eles não vendem apenas produtos, mas sim estilos de vida.

 

E o que seu produto quer vender? Existe algo além de apenas o produto?

A percepção de valor que seus consumidores têm em relação ao que é vendido é importante para determinar público alvo e também agregar valor.

 

Preços muito abaixo da média podem levantar suspeitas sobre qualidade e procedência. Preços muito altos não conversam com seu público.

Então é uma variável que nem sempre o preço mais baixo vence.

 

4.   Análise da margem de lucro

É necessário calcular a margem de lucro através do preço de venda para assegurar que a empresa obterá retorno satisfatório.

O seu produto está tendo lucro mesmo?

 

É muito comum encontrarmos operações que apesar de fazer milhares de vendas diariamente, não obtêm giro financeiro suficiente.

Isso é devido à baixa margem de lucro que muitas vezes passa despercebido.

 

Conclusão

Saber precificar seu produto pode melhorar sua margem de lucro e agregar valor à sua marca.

Bem como permite maior flexibilidade na hora de fazer promoções e evitar o acúmulo desnecessário de mercadorias.

Entender como precificar de forma inteligente é indispensável para qualquer operação de venda online.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *